Como Mudar um Hábito

Os 4 passos para a mudança de um hábito…

Segundo o autor de “O poder do Hábito” – Charles Duhigg, há um modelo que pode ser seguido para mudar um hábito, tal modelo é composto por quatro passos: 1º é Identificar a rotina. O 2º consiste em experimentar novas recompensas. O 3º é isolar as deixas ou gatilhos, e por fim o 4º é criar um plano. Ao identificar um hábito que você deseja mudar, como por exemplo fumar:

O primeiro passo é tomar consciência da rotina, ou seja, em que momentos do seu dia o cigarro aparece, talvez logo ao acordar, ou depois do café da manhã, durante o percurso até o trabalho, talvez quando se sente ansioso no trabalho, ou mesmo depois de um café, depois do almoço, na volta pra casa, ou depois do jantar. Você até pode pensar que deveria parar de fumar, tenta de todas as formas, mas continua com o hábito, não consegue se libertar e quando percebe está com outro cigarro na boca. Observando toda essa rotina você pode se fazer algumas perguntas: Você acredita que o dia só começa depois de um cigarro? Você fuma quando está ansioso? Fuma para se distrair? Fuma para sair por um momento da sua mesa de trabalho? Fuma simplesmente por hábito? Cada um deve identificar as razões pelas quais o cigarro mais aparece.

O segundo passo é experimentar novas recompensas, como por exemplo começar o dia com um copo de vitamina. Ao sentir-se ansioso, feche os olhos e medite por alguns instantes; ao invés de ir para o trabalho de carro, vá de metro, vá de táxi, pegue uma carona. Durante o trabalho, se sentir vontade de espairecer, vá até a mesa de um colega e converse um pouco. Por outro lado, deixe o cigarro em lugares diferentes, longe do seu alcance, para assim evitar o automatismo, ou seja, experimente novas possibilidades com o objetivo de ter novas compensas.

Veja Também: Gastrite Nervosa e a Hipnose Clínica

O terceiro passo é isolar as deixas, ou seja, aquilo que desencadeia a rotina. Para isso faça algumas anotações diárias, como o horário que você fuma, o lugar exato em que acendeu o cigarro, seu estado emocional naquele momento, se estava sozinho ou com pessoas e o que aconteceu logo antes de você acender o cigarro. Faça isso para todas as vezes que acender um cigarro e identifique os padrões que se repetem, e mais claramente irá identificar o que desencadeia a ação de acender o cigarro, para que com isso possa mais facilmente eliminar essa deixa.

E por fim, no último passo, crie um plano para a mudança definitiva do hábito, pois na medida em que um hábito é estabelecido, você já não pensa mais para fazer, faz de forma automática e um plano fará com que você volte a pensar novamente. O plano pode ser, toda vez que sentir vontade de fumar você substituirá o cigarro por um copo de vitamina, por uma caminhada, por um momento de meditação, por uma conversa com um colega, enfim, pode traçar diferentes ações de forma consciente para que com o tempo isso se torne rotina e um novo hábito seja estabelecido. Para que assim o cigarro deixe de fazer parte da sua vida.

É provável que no início você tenha recaídas, mas não desista com facilidade, continue tentando, continue experimentando novas recompensas e mais cedo ou mais tarde novos e saudáveis hábitos serão criados. Este foi um exemplo utilizando o cigarro como referencia, mas você pode aplicar para todo e qualquer hábito.

Veja o Vídeo: Cada um dos seus dias é como um modelo da sua vida como um todo...

Agende sua Consulta com o Dr. Odair Comin

Faça o teste para saber se você tem Medo da Morte.

Teste Medo da Morte

Teste Medo da Morte

Outros Textos

Luto: Viver apensar de tudo

Agende sua Consulta com o Dr. Odair Comin