A Jornada de Autoconhecer-se

Como se chega ao autoconhecimento ou autoconhecer-se? Ao contrário do que poderíamos pensar, o mais importante não é a chegada, mas sim de onde se parte. Quando se faz um caminho que não nos agrada, ou que nos faz mal, de que importa a chegada. Portanto, a escolha mais preciosa é o início do caminho. E ainda mais importante que o fim, são os meios – é a caminhada – a parte mais abundante de uma jornada. É nela que passamos a maior parte do tempo, por isso espera-se que seja prazerosa.

Somos todos um imenso mosaico, a somatória multicolorida das pessoas que passaram por nossas vidas, os livros que lemos, os filmes, as peças que assistimos, os ensinamentos que tivemos. Ou seja, tudo o que absorvemos por meio dos sentidos. Pequenos fragmentos em constante movimento, recolocação, transformação. Alguns abandonados, outros requisitados, alguns pensados, outros vividos. Tudo o que aceitamos dentro de nós, de forma consciente ou não, nos influencia.

Como se Autoconhecer

Para se autoconhecer é preciso partir de algum lugar. E o quão melhor se for uma escolha, digo escolha no sentido consciente, porque por vezes, o inconsciente é nosso maior regente, todavia, requer confiança no desconhecido, o que por vezes nos leva a lugares indesejados. São nossas crenças, nossas verdades que nos conduzem, algumas nos prendem, outras nos libertam. Podemos partir da Filosofia, com seus diferentes pensadores, podemos partir da religião e suas diferentes crenças, podemos partir do marketing, da mídia, do lucro a todo custo, de ações sustentáveis, do igual, do diferente, do ódio, do amor.

Veja Também: PANTRUS - Autoterapia | Dê o primeiro passo para superar suas questões emocionais por si mesmo…

Revisar a vida, para se ter prazer e felicidade

De onde você quer partir para se conhecer, que escolhas fez durante sua vida, que escolhas está fazendo, quais pretende fazer? Essas respostas determinarão a partida. Sócrates dizia que uma vida que não é constantemente revisada, não merece ser vivida. Não precisamos ser tão drásticos, contudo, essa revisão está intimamente ligada com nosso prazer, com nossa felicidade.

Veja também: Você tem Inteligência Emocional? Faça o teste:

Escolhas Diárias

Quantas vezes fazemos escolhas que não gostaríamos, escolhas que nos fazem mal. De forma alguma irei questionar suas escolhas, seus locais de partida. Pretendo sim, fazer uma pergunta: suas escolhas te fazem feliz? Suas escolhas te dão prazer? É isso o que eu gostaria de saber. Se a resposta for sim, que bom; se a reposta for não, é preciso revisar suas verdades. A verdade nem sempre faz bem no início, mas na maioria das vezes, ela conduz ao bem.

Portanto, para se autoconhecer, é necessário revisar as verdades escolhidas por toda a vida. Isso porque, essas verdades podem estar condicionadas à determinada época, à determinada forma de pensar, à determinadas influências que hoje já não fazem mais parte da vida. Porém, elas podem continuar influenciando, mesmo sem nossa percepção. Por vezes é necessário retirar móveis antigos, para colocar os novos. Essa é uma jornada que só você pode fazer, é uma jornada solitária e imprescindível. O lado bom é que essa jornada pode te conduzir ao bem pensar, ao bem agir e ao bem viver. Faça uma boa viagem.

Odair J. Comin
Psicólogo Clínico, Especialista em
Hipnoterapia e Escritor.

Agende sua Consulta com o Dr. Odair Comin

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Newsletter | Inscreva-se...Odair Comin