Descubra a Relação entre Aprendizagem e Hábitos

Quando aprendemos abrimos nosso leque de opções e acabamos errando menos…

Vivemos em meio a um mar de crenças, paradigmas, valores. Entre erros e acertos, todavia, a maioria nos passa desapercebidos. É como as milhões de bactérias, fungos e micróbios que estão em todos os lugares, entretanto não os percebemos, mas poderemos sentir seus efeitos, caso infectados. Assim nossas crenças limitantes e as bactérias, apenas são percebidas quando se apresentam como uma consequência. Entretanto, mesmo que percebamos os impactos, acabamos não mudando, pois as causas ficam ocultas.

Um hábito é como uma rede que vai vagarosamente sendo teada, a principio parece sem importância, insignificante. Com o tempo, a repetição de movimentos e padrões acabam por formar uma rede, é assim que formamos uma crença, pela repetição de um padrão de comportamento que incorporamos como verdade e agimos como tal. Na maioria das vezes, só repetimos porque não sabemos fazer diferente, ou achamos mais cômodo. Novas possibilidades precisam ser criadas, e isso consegue-se a partir de novas experiências, trazendo para si a possibilidade de ter escolhas, uma forma a mais de fazer a mesma coisa ou algo diferente.

Quando aprendemos abrimos nosso leque de opções e acabamos errando menos. O filósofo Sartre dizia que ninguém deve cometer a mesma tolice duas vezes. A possibilidade de escolhas é muito grande. Porém estas escolhas não caem do céu como chuva, elas precisam ser formuladas dentro de cada indivíduo. Elas precisam ser aprendidas e desenvolvidas através de frequentes indagações sobre si mesmos, questionamentos sobre seus próprios comportamentos e como seria possível fazer diferente. A grande transformação ocorrerá quando cada um voltar-se para dentro de si e ver com os olhos da confiança e perceber que ali mora o poder da transformação e da mudança interior, a força que transforma interna e externamente.

Veja Também: Hipnose Clínica: Cura à Deliver

Tudo tem seu preço, e cada um deve ter seu próprio preço a pagar. O óbvio apenas se tornará óbvio a partir do momento em que descobrirmos que ele existe, antes disso o óbvio passará desapercebido. Todavia, para isso, é necessário sair do local onde se está e se fazer algumas perguntas. Será esta a melhor forma de fazer o que faço? Será este o melhor caminho a percorrer? A vida é demasiada rica e curta para desperdiça-la. Existe uma forma diferente de fazer? Por que isto ou aquilo tornou-se um problema para mim? Entretanto, talvez seja mais cômodo deixar tudo como está! Porém, não há como não mudar, se não mudar alguém muda para você. Mudar e mudar para melhor são duas possibilidades distintas, quanto mais controle se tem da situação, maior o controle sobre a mudança, a direcionando para onde manda o seu querer.

As experiências fazem de nós pessoas mais fortes, determinadas, concentradas e confiantes, isso porque as experiências nos ensinam e aprendemos muito com elas. As experiências podem ser das mais diversas, de prazer, de alegria, de sofrimento, dor ou felicidade, sejam elas boas ou ruins, todas são importantes para o crescimento do ser humano que visa buscar maior consciência do mundo que o rodeia. Pressupõe-se que as pessoas aprendam com suas experiências, mas pode não se dar dessa forma.

Existem aqueles que talvez não consigam ter uma autopercepção e discernimento, pois faltou-lhe orientação, conhecimentos como, o que é moral e amoral, não aprenderam a fazer julgamentos, o que é certo ou errado para si mesmo ou aprender a usar o próprio bom senso. Então talvez essas pessoas não consigam aprender com suas experiências, pois não se dão conta do que estão fazendo, muitas vezes se prejudicando e prejudicando o outro, repetindo sem perceber, pois não vê outra forma.

Aquele que aprende com suas experiências aumenta seu grau de liberdade, percebendo que existem outras possibilidades, outras escolhas. Porém nada pode ser fechado e lacrado, como se apenas existisse uma forma de ver e entender o ser humano, suas relações e aprendizagens. O humano está sempre em busca de algo, e deseja intensamente que esse algo lhe traga felicidade. Existem pessoas que são felizes por aprender com as experiências e mudar, enquanto outros podem ser felizes por sempre repetir o mesmo comportamento, e mesmo que seja por vezes dolorido, voltam no mesmo padrão. Quem está certo? Quem está errado? Qual tem mais possibilidade de ser feliz? Cada um buscará suas próprias respostas, entretanto, quanto maior o leque de opções, maior a possibilidade de estar bem.

Veja o Vídeo: Concepções sobre a Autoagressão...

Agende sua Consulta com o Dr. Odair Comin

Faça o teste para saber se você tem Autocontrole.

Teste Autocontrole

Teste Autocontrole

Outros Textos

Vitória e Derrota no Trabalho

Agende sua Consulta com o Dr. Odair Comin