A Garota Ideal | Entrevista com Dr. Odair Comin

Entrevista sobre o conceito de Garota Ideal entre os adolescentes com o *Dr. Odair J. Comin concedida a Revista Todateen para a jornalista Liliane de Lucena Ito.

1- Segundo pesquisa recente, mais de 50% das nossas leitoras, que são adolescentes de 12 a 17 anos, mudariam alguma coisa no corpo ou no rosto. Essa insatisfação grande com a aparência é algo bem típico da adolescência. Como uma menina pode mudar essa percepção sobre si mesma e ser mais feliz como é?

OJC: Talvez a insatisfação física comece na adolescência, contudo ela é percebida em todas as etapas da vida. Claro é, que a adolescência é uma fase de transformações corporais, e por vezes leva-se um tempo para o corpo ganhar formas mais simétricas. O que por vezes causa estranheza na adolescente. A natural transformação, nem sempre é compreendida e a prudência não é algo comum nesta idade, o que as leva a não gostarem do que veem naquele momento. O que com o tempo, e a “formatação” completa do corpo, este pode chegar na simetria a que chamamos de beleza.

Por outro lado, existem os padrões estabelecidos, construídos pela mídia em geral. Que mostram adolescentes de sucesso, que na maioria das vezes também estão dentro dos padrões de beleza estabelecidos. As jovens não só querem ter o sucesso, mas também a aparência delas. A insatisfação, normalmente nasce da comparação. Se você estiver sozinho em uma ilha deserta, a beleza não terá nenhuma importância. Na medida em que convive, as comparações em todos os sentidos acontece, isso porque vivemos em uma sociedade que ensina e incita a comparação o tempo todo. E quando você se compara, não está olhando pra si, e sim para o outro. Será mais bonita ou mais feia em relação ao outro, isso não muda nada em você. Se sentirá melhor se considerar a outra mais feia? Se sentirá pior se considerar a outra mais bonita?

Veja Também: A Hipnose Clínica ajuda você a superar a Ansiedade e ter uma vida mais tranquila…

A beleza não é um padrão onde todos devem se encaixar, a beleza tem a ver com simetria. E ela pode ser encontrada em cada corpo, em cada rosto, em cada raça ou nacionalidade. Para tanto, é necessário olhar para si mesma e poder enxergar a simetria única do seu rosto, do seu corpo. Certamente encontrara beleza, esta que será potencializada na medida em que, o conjunto do ser é belo. Como o estado de espírito, as virtudes, o humor, a alegria, o bem agir. A beleza é composta por um conjunto de possibilidades, que podem ser descobertas e desenvolvidas por todas.

Veja o Vídeo: Perguntas e Respostas: o que é o Relaxamento?

Agende sua Consulta com o Dr. Odair Comin

Faça o teste para saber se você tem Medo da Rejeição.

Teste Medo da Rejeição

Teste Medo da Rejeição

 

2- Esta fase, a adolescência, é delicada, pois a pessoa não sabe ao certo como agir em algumas situações, como nos primeiros romances, por exemplo. Algumas meninas acreditam que, se mudarem algo na personalidade delas, ou então, se tentarem ser quem não são, podem conseguir conquistar o menino. Por que esse pensamento é tão equivocado?

OJC: Isso tem um quê cultural. Existimos, na medida em que o outro nos vê. Somos aquilo que o outro reconhece ser. O lugar que ocupamos, em termos de reconhecimento, apenas se mantém na medida em que somos vistos como tal, respeitados, valorizados como tal. A adolescente deseja ocupar esse lugar, a mais bela, a mais popular, a mais bem vestida, a mais desejada. E por vezes não mede consequências para isso.

Por outro lado, tudo isso não passa de um jogo de adivinhações. “Se eu me comportar assim”, “se me vestir desta forma”, “se eu mudar isso ou aquilo”. “Será que serei mais amada?” Tais comportamentos tem relação com o medo da rejeição, de não ser aceita. E ninguém quer estar nesse lugar, por isso a busca da “adequação”, que não passa, outra vez, da padronização. Uma fileirinha de Barbies, que por vezes preferem o igual para não correr o risco. Não sabem elas que a beleza está na diversidade, na singularidade?

Veja Também: A Hipnoterapia te ajuda a romper com pensamentos e sentimentos negativos ligados à Depressão e reassumir o comando da sua mente e da sua vida…

É mais provável que conquiste o menino mais pela originalidade, e menos pela cópia. Pois tão logo se perceba essa “farsa”, o mais provável é que a conquista perca o sentido. O menino (homem) irá desejar a menina (mulher) por que ela é quem é, porque é singular entre todas. Porque vê nela, o que por vezes não vê em outras. E isso vai além das aparências. Quando se tenta aparentar o que não é, perde-se o essencial, perde-se a unicidade, perde-se a beleza que vai além do que se pode ver. Portanto, trilhe o seu caminho, faça as suas escolhas, faça do seu jeito. E isso a tornara irresistível.

3- Na sua opinião, adolescentes do sexo masculino e do sexo feminino divergem bastante sobre o que valorizam em um namorado(a)? Sua experiência confirma isso ou, geralmente, as características físicas, de caráter e comportamentais às quais um adolescente confere valor positivo são as mesmas para ambos os sexos?

OJC: Em termos de caráter e comportamento, normalmente o que se valoriza é bastante semelhante. Contudo, isso está mais ligado às expectativas. A menina quer um namorado com virtudes, um bom caráter, um cara bacana. Ao mesmo tempo, quando a menina se apaixona, o comportamento ou caráter perdem um pouco a importância. Com isso suas atenções estarão voltadas para este “detalhe”, pois a paixão é bastante reducionista, e apenas tal detalhe torna-se o todo.

Veja Também: A Hipnose Clínica trabalha a mente para emagrecer o seu corpo | Emagreça com Hipnoterapia…

A beleza física é mais observada dos meninos para as meninas, acaba por ser um desafio para eles conquistarem a mais bela. Mas nem sempre a relação se sustenta, pois está pautada no que a maioria acha, e como irá ser visto se conquistar tal garota. A beleza física não é suficiente, pois o que nos faz querer permanecer ao lado de uma garota envolve uma riqueza maior.
A diferença básica está na atração. O menino irá desejar a garota que ele considerar bela fisicamente. Já a garota, é importante a popularidade do garoto, seu status, o que ele representa, pois ela dá importância em sentir-se segura ao lado de sua escolha. A beleza física é observada, mas não é a mais importante.

E o que se pode observar na maioria dos casos é que as relações permanecem na medida em que existe diferentes atributos, e não apenas características isoladas. Que perdem a importância se não estiverem associadas a um conjuntos de belezas.

4- Pra finalizar, fale um pouco sobre o porquê de as pessoas terem a mania de rotular as pessoas e sobre a pressão que a adolescente, em geral, tem em cima dela para ser perfeita nos dias de hoje.

OJC: Não há dúvidas que a sociedade tem se mostrado cada vez mais cruel, principalmente neste quesito da beleza feminina. Nos vendem uma ideia e a compramos sem questionamentos. A partir dai tomamos tal ideia como uma verdade, e a reproduzimos como vírus. Tal verdade é como uma máscara inflexível, ou talvez seria o “sapato de cristal”. Apenas será aceita aquela em que o sapato servir, todas as outras serão descartadas. Os rastros deixados por tal comportamento é a frustração. Enquanto umas precisarão cortar um pedaço do pé, outras precisarão aumentá-los. Que triste necessidade.

Veja Também: PANTRUS - Autoterapia | Dê o primeiro passo para superar suas questões emocionais por si mesmo…

A perfeição não se satisfaz nem mesmo com a demasia, o que podemos contra ela então? A perfeição é o lugar mais distante em que um humano pode se encontrar dele mesmo, e de todos os outros. A perfeição nos afasta, e quanto mais tentamos nos aproximar, mais nos afastamos. Ser você mesma é tão mais fácil, ser você mesma é tão mais sutil, mais delicado, mais feminino. Comprar a ideia da perfeição é como vender sua alma à frustração, à decepção. É abandonar a si mesma, é abandonar a vida que é real, em prol da ilusão, da mentira. Como já disse, a beleza está na simetria, não nos excessos, que são disformes. Melhor a beleza do real, que é sua; que a beleza da ilusão, que é apenas um conceito.

*Dr. Odair J. Comin
Psicólogo Clínico, Especialista em
Hipnoterapia e Escritor

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.